Manutenção integrada aumenta disponibilidade dos caças durante exercício

Padronização de unidades aéreas permite maior disponibilidade dos aviões com menores custos

O plano da Força Aérea Brasileira para o exercício UNITAS é exercitar ao máximo seus pilotos em combates simulados contra as aeronaves F-18 da Marinha dos Estados Unidos. E para que até o dia 22 de novembro o número de caças brasileiros prontos para os treinamentos seja sempre elevado, um sistema de manutenção integrada foi posto em ação. Os 17 caças F-5M utilizados na UNITAS são provenientes de Manaus/AM, Rio de Janeiro/RJ e Canoas/RS e recebem o cuidado das equipes de manutenção das três cidades. É como se cada esquadrão não fosse mais “dono” de suas aeronaves: os mecânicos trabalham sempre juntos. Com maior eficiência também é possível reduzir o número de militares em viagem fora de sede e ter um só estoque de suprimentos. Já o aumento da disponibilidade se dá pelo esforço concentrado das equipes de manutenção no caso de alguma pane. Ao invés de militares de apenas um Esquadrão trabalharem, todos podem ser envolvidos. As revisões dos caças, que acontecem a cada 25 horas de voo, também ganharam velocidade. Mais informações no portal www.fab.mil.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn