Novo alvo aéreo da FAB é testado no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno

Sistema Diana é formado por Aeronave Remotamente Pilotada (ARP) de alta velocidade

O primeiro lançamento de teste do novo alvo aéreo da Força Aérea Brasileira aconteceu no último dia 19 de julho, no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), em Parnamirim/RN. No dia seguinte, foi realizado o segundo lançamento previsto. O sistema é composto por uma Aeronave Remotamente Pilotada (ARP) de alta velocidade, fabricada pelo Instituto Nacional de Técnica Aeroespacial (INTA), da Espanha. Ele será utilizado no treinamento de emprego militar, para avaliar o desempenho dos armamentos embarcados nas aeronaves de defesa aérea e dos sistemas de defesa antiaérea da FAB. A aeronave foi adquirida pela FAB em 2014, por meio de acordo de compensação comercial dentro dos projetos P-3 e SC-105 Amazonas. O Diana permite embarcar sistemas que simulam uma ameaça aérea. Isso possibilitará que a FAB possa avaliar o desempenho de sistemas de artilharia antiaérea e de armamento ar-ar utilizados para defesa aérea, que detectarão o Diana como alvo a ser abatido. O CLBI foi o local escolhido para a missão por reunir todos os requisitos necessários para o lançamento. Além de apresentar a infraestrutura e os protocolos de segurança necessários, a região apresenta condições topográficas e climáticas adequadas para o tipo de voo realizado pela ARP. Além do apoio de infraestrutura e de pessoal, o CLBI atuou também no rastreamento da aeronave, por meio dos radares Adour e Bearn, bem como as informações meteorológicas em tempo real, para previsão de precipitação, vento e umidade. Além disso, coordenou as ações de segurança aérea, marítima e terrestre da missão, com o apoio da Ala 10, do Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo (CINDACTA III) e da Marinha do Brasil. Mais informações no portal www.fab.mil.br. Foto: CECOMSAER/Ten. Juliana Lopes 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn