ACI e IATA estabelecem roteiro para reinício do setor de aviação

Coordenação global é necessária para garantir que novas medidas sejam guiadas por dados e evidências

O Conselho Internacional dos Aeroportos e a Associação Internacional de Transporte Aéreo pediram aos governos que garantam que quaisquer novas medidas introduzidas para terminais aéreos e companhias aéreas após o COVID-19 sejam apoiadas por evidências científicas e sejam consistentes em todo o mundo. O setor parou e um reinício e recuperação equilibrados e eficazes dependem da colaboração entre os principais participantes do ecossistema global da aviação. A ACI e a IATA publicaram em conjunto um documento estabelecendo um caminho para reiniciar o setor da aviação. As empresas aéreas e os aeroportos cooperaram para criar um roteiro para a retomada das operações, que assegura ao público que a saúde e a segurança continuam sendo as prioridades gerais. A iniciativa conjunta propõe uma abordagem em camada de medidas em toda a viagem de passageiros para minimizar o risco de transmissão do vírus nos aeroportos e a bordo para evitar que a aviação se torne uma fonte significativa de reinfecção internacional. Tais medidas devem ser globalmente consistentes e sujeitas a revisão, aprimoramento e remoção contínuos quando não forem mais necessárias, para garantir uma recuperação uniforme. ACI e IATA são membros centrais da força-tarefa de recuperação da aviação, liderada pela Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO). A ação permite a colaboração entre governos e indústria, que é vital para garantir a harmonização e consistência das medidas essenciais para restaurar a conectividade aérea e a confiança dos passageiros nas viagens aéreas. Mais informações no portal www.iata.org.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn