Aeroporto de London City recebe pela primeira vez o jato Embraer E190-E2

Visita demonstra a importância da Embraer em oferecer capacidade operacional às companhias aéreas e a intenção em trabalhar com o aeroporto para certificar o modelo

A fabricante brasileira Embraer anunciou que uma aeronave E190-E2 pousou pela primeira vez no Aeroporto de London City, na capital britânica. O avião da frota de testes fez escala no local durante o trajeto para a Farnborough Air Show, na próxima semana. A nova aeronave entrou em serviço em abril deste ano. A visita demonstra a importância da Embraer em oferecer capacidade operacional às companhias aéreas e a intenção da empresa em trabalhar com o aeroporto para certificar o E2, com o objetivo de atender demandas de clientes, o que provavelmente aumentará a conectividade regional do terminal londrino, que é o mais central da cidade, conhecido pela conveniência e rapidez na experiência do viajante. A localização faz com que as aeronaves tenham que ser compatíveis com a restrição de aproximação íngreme e pista curta. As aeronaves da Embraer são bem adaptadas para essa situação e têm operado no local desde 2009, quando a companhia BA Cityflyer iniciou voos com o E170. As aeronaves da marca foram responsáveis por quase 60% das partidas do aeroporto em 2017. Em testes de certificação, os números da EASA confirmaram que o E190-E2 tem o menor nível de ruído entre as novas aeronaves de corredor único. Se esse desempenho puder ser replicado no ambiente operacional de London City, o E190-E2 atenderá às restrições mínimas de ruído estabelecidas pelo novo Programa de Categorização de Ruído de Aeronaves (ANCS), que será totalmente implantado no próximo ano. O E190-E2 é o primeiro avião da uma nova geração de jatos de corredor único da Embraer. A aeronave entrou em serviço com a companhia norueguesa Widerøe, em abril. O E195-E2 entrará em serviço no próximo ano com a Azul, no Brasil. O E190-E2 consome 17% menos combustível e é o jato de passageiros mais silencioso do mundo tanto fora quando dentro da cabine. Desde que entrou em operação, a família de E-Jets recebeu mais de 1.800 pedidos e mais de 1.400 aeronaves foram entregues. Atualmente, os E-Jets fazem parte da frota de mais de 70 clientes em 50 países. Esta versátil família de 70 a 150 assentos voa com companhias aéreas de baixo custo, bem como operadoras regionais e de linha principal.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn