Airbus enviará novo sistema de suporte à vida para a Estação Espacial Internacional

Equipamento servirá para purificar o ar e produzir oxigênio na ISS

A fabricante europeia Airbus anunciou que está enviando um novo sistema de suporte à vida para a Estação Espacial Internacional (ISS). O equipamento, também conhecido como sistema de circuito fechado avançado (ACLS), foi desenvolvido para a Agência Espacial Europeia (ESA) como demonstrador de tecnologia, servindo para purificar o ar e produzir oxigênio na ISS. O sistema de suporte à vida está acondicionado na parte pressurizada da HTV-7, uma espaçonave de carga japonesa não tripulada que levará suprimentos para a estação. O lançamento está marcado para o próximo dia 11 de setembro no Centro Espacial de Tanegashima, no Japão. O sistema será instalado no Módulo Destiny (laboratório dos EUA). A tecnologia desse equipamento representa um importante passo em direção à construção de sistemas de circuito fechado de suporte à vida, que são necessários para viagens espaciais tripuladas além da órbita terrestre baixa. O ar da Estação Espacial Internacional possui 0,4% mais dióxido de carbono do que em terra. O ACLS garantirá capacidade adicional ao sistema de suporte à vida já disponível na ISS, auxiliando na remoção do dióxido de carbono existente no ar da cabine. Após a instalação, a equipe de operação do ACLS dará início à primeira fase, com duração de seis semanas, para testar o novo equipamento. Concluída a fase inicial, o sistema ficará em funcionamento na ISS até o final de 2019.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn