Airbus revela planos para os primeiros ‘aviões comerciais de emissão zero’

Airbus anunciou ontem (18/01) que seu primeiro voo comercial movido a hidrogênio com emissão zero pode estar pronto para decolar em 2035. Foi apelidado de “momento histórico” para o setor de aviação comercial pelo CEO da empresa, Guillaume Faury.

O chamado ZEROe, tem três conceitos de design. O primeiro é muito parecido com uma aeronave comercial típica, exceto com asas mais longas e mais flexíveis. O segundo se assemelha a um avião turboélice com hélices de seis pás. O terceiro é o mais futurista, com uma “fuselagem e asa mista”. Mas a verdadeira virada de jogo é a fonte de combustível: a propulsão de hidrogênio.

Em um comunicado, Glenn Llewellyn, VP da Airbus, Zero-Emission Aircraft, disse: “Há apenas cinco anos, a propulsão de hidrogênio nem estava em nosso radar como um caminho viável de tecnologia de redução de emissões. “Mas dados convincentes de outras indústrias de transporte mudaram tudo isso rapidamente.

A Airbus estima que o hidrogênio tem potencial para reduzir as emissões de carbono da aviação em até 50 por cento. A empresa disse que o projeto do turbofan tem potencial para transportar até 200 passageiros por mais de 3.600 km. O avião turboélice poderia carregar metade disso, à metade da distância.

Foto: Airbus

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn