Antonov An-124: ideal para transportar equipamentos de mineração para o Brasil

 

A transportadora de carga ucraniana Antonov Airlines transportou com sucesso 370 toneladas de novos equipamentos de mineração da Austrália para o Brasil em três voos. O especialista global em fretamento aéreo Chapman Freeborn fretou os An-124 usados ​​para o transporte aéreo em nome da Vale S.A.

A Vale S.A. é uma empresa mineradora multinacional brasileira e uma das maiores operadoras de logística do Brasil. Anteriormente chamada de Companhia Vale do Rio Doce, é a maior produtora mundial de níquel e minério de ferro.

Os engenheiros de carga especializados da Antonov Airlines projetaram estruturas sob medida para transportar brocas enormes e peças automotivas para a mina de minério de ferro de Carajás. Devido ao peso da carga e às restrições de COVID-19, os An-124s tiveram que fazer várias paradas técnicas na longa viagem da Austrália. Testes rápidos COVID-19 foram dados a todos os membros da tripulação durante cada parada de descanso de 14 horas, antes que a aeronave fosse liberada para o próximo trecho da viagem.

Os três voos do An-124 aconteceram nos dias 20 de fevereiro, 26 de fevereiro e 1º de março com partida de Melbourne, Austrália, onde as peças foram fabricadas com destino a Belém, no Brasil. Ao longo do caminho, os aviões pararam para abastecer e descansar em Honolulu, Cancún, Paramaribo, Orlando, Bangor, Reykjavík, Leipzig, Baku, Nova Delhi, Johor Bahru e Darwin.

Era importante para a gigante brasileira ter as peças entregues a tempo para manter as operações ininterruptas. Quando a aeronave finalmente pousou no Aeroporto Internacional de Belém / Val-de-Cans (BEL), eles foram guiados por veículos Follow Me para uma área especial de descarga. De lá, as brocas e peças automotivas eram carregadas em caminhões e entregues na mina. Tudo funcionou como um relógio, com todas as partes felizes com a operação.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn