ATR divulga estudo de mercado para a China nos próximos 20 anos

Fabricante estima uma necessidade de 1.100 aviões turboélice para os segmentos de aviação regional e geral

A fabricante francesa ATR publicou sua nova previsão para o mercado de aviação na China, onde estima uma necessidade de 1.100 aviões turboélice nos próximos 20 anos. Esses aparelhos serão necessários para atender aos segmentos de aviação regional e geral em rápido desenvolvimento no país. A empresa prevê que em 2037, 87% da atividades destes segmentos virá de rotas recentemente criadas, calculadas num total próximo de 2.200. Os cálculos da ATR projetam que a aviação regional (até 100 assentos) será oito vezes maior em 2037 do que é hoje. Estima-se que a necessidade de cerca de 300 turboélices (70 para 50 e 230 para 70 lugares) conecte 200 aeroportos regionais de aviação, criando cerca de 700 novas rotas nesse segmento regional. Em termos de aviação geral (até 30 lugares), o governo chinês está investindo fortemente  e planeja desenvolver um número significativo de aeroportos. A ATR estima que cerca de 800 turboélices de 30 assentos serão necessários para atender o segmento de aviação geral da China, conectando 300 terminais da aviação geral e muitos aeroportos de aviação regional. Isso levará à criação de quase 1.500 novas rotas. A aviação chinesa passou por um tremendo crescimento da frota e agora é sete vezes maior do que era em 1998. Esse aumento tratou principalmente de grandes fluxos de tráfego, com aeronaves de grande capacidade. Durante o mesmo período, a frota regional duplicou, no entanto, apesar deste crescimento, a aviação regional continua significativamente subdesenvolvida na China. As aeronaves deste segmento representam atualmente apenas 2% da frota total no país, em comparação com a média global de 25%. Atualmente, a frota chinesa carece da capacidade adaptada necessária para operar economicamente as rotas regionais. Quando o tráfego é limitado, o uso de jatos grandes não é sustentável, a menos que seja altamente subsidiado. Mais informações no portal www.atraircraft.com.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn