Azul é a companhia aérea que mais transporta órgãos pelo país

Capilaridade da malha é um dos fatores para os números expressivos

No Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos, a companhia aérea Azul comemora a marca de aérea que mais carrega vidas e esperança pelo Brasil. Somente no mês de agosto deste ano, a operadora transportou mais de 400 órgãos, quase metade do total carregado por outras empresas e por aviões oficiais. Já ao longo de 2016, 4.512 órgãos foram transportados por aeronaves oficiais e comerciais, sendo 33% desse total levados pela Azul. Os dados da Central Nacional de Transplantes (CNT), instituição vinculada ao Ministério da Saúde, demonstram que a Azul abraçou a missão de garantir que órgãos e tecidos cheguem ao seu destino com integridade e rapidez. O transporte de órgãos por via aérea é resultado de um termo de cooperação entre a União, as companhias aéreas e a Força Aérea Brasileira. Desde que chegou ao mercado em 2008, a Azul aderiu ao acordo e se compromete em ser a ponte que une doador e receptor. Nove em cada dez órgãos que viajam pelo céu do país são transportados em voos domésticos. A ampla participação da Azul nesse transporte tem ligação direta com a extensa malha da companhia. A empresa opera voos comerciais em cem destinos nacionais, o que permite levar órgãos e tecidos para cidades do interior onde só a companhia atua. Foto: Benito Latorre

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn