Boeing apresenta solução inovadora para o trem de pouso principal do jato 737 MAX 10

Sistema apresenta duas características principais que são críticas para operação da versão mais longa da família

A produção de componentes para o primeiro jato Boeing 737 MAX 10 está em andamento com uma nova e inovadora solução para o trem de pouso principal do avião. Do ponto de vista da engenharia, a unidade será um derivado direto do MAX 9, que entrou em serviço em 2018. Mais de 95% do projeto e 90% da configuração do MAX 10 serão idênticos as versões anteriores. A principal diferença está no novo design do trem de pouso principal, que apresenta duas características principais que são críticas para  operação: uma alavanca que permite que o trem de pouso cresça mais alto na decolagem e um mecanismo de encolhimento que ajuda a engrenagem a se retrair para se encaixar no poço da roda existente. A empresa UTC Aerospace Systems, fornecedora da Boeing, já iniciou a produção do novo equipamento no último dia 20 de agosto. Atualmente, mais de 20 clientes fizeram encomendas e compromissos para este novo membro da família 737. O MAX 10 estabelecerá um novo marco de rentabilidade no mercado de corredor único quando as entregas começarem em 2020. Com capacidade para até 230 passageiros combinada com maior eficiência geral, a versão mais longa oferecerá às companhias aéreas uma vantagem competitiva com custos mais baixos por assento para um avião de corredor único. Um video demonstrativo da operação do trem de pouso pode visto no endereço https://www.boeing.com/features/2018/08/737max10-landing-gear-08-18.page .

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn