Boeing corta pedidos firmes do 777X em um terço

A Boeing revelou ontem (01/02) que dos 350 pedidos do 777X da sua carteira de pedidos em 31 de dezembro, 118 não poderiam mais ser considerados pedidos firmes para o widebody de próxima geração.

A fabricante norte-americana ficou com apenas 191 pedidos firmes. O anuncio veio enquanto o programa 777X continua enfrentando atrasos de montagem, com a primeira entrega agora antecipada para 2023.

O Boeing 777X foi apontado como a próxima geração do widebody, com tecnologias inovadoras, como pontas de asas dobráveis. No entanto, até agora, o projeto está atolado em atrasos, o que significa que a primeira entrega não aconteceu conforme planejado no ano passado. Associado a uma pandemia global, parece que o interesse pelo tipo está começando a diminuir.

“Aconteceram atrasos nos programas 737 MAX e 777X, e podem continuar a resultar em clientes tendo o direito de rescindir pedidos e/ou substituir pedidos de outras aeronaves”, declarou um porta-voz da Boeing

O que deve ser observado é que os 118 pedidos que não estão mais firmes não são necessariamente cancelados. Em vez disso, as aéreas provavelmente estão se dando flexibilidade quanto ao fato de realmente aceitarem a aeronave que encomendaram.

Foto: Boeing

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn