Boeing divulga estudo para o mercado de cargas nos próximos 20 anos

Previsão mostra tráfego crescendo 4,2% com demanda de 2.650 novas aeronaves em duas décadas

A fabricante norte-americana Boeing divulgou estudo mostrando que as operadoras de carga aérea necessitarão de mais de 2.600 aeronaves do tipo nas próximas duas décadas para acompanhar o aumento do tráfego global, que deve dobrar com 4,2% de crescimento anual. Cerca de 980 novos aparelhos de médio e grande porte e 1.670 cargueiros convertidos substituirão aviões mais antigos e aumentarão a frota global para atender à demanda. Alguns dos fatores que impulsionam o crescimento da carga aérea incluem um mercado crescente na China e aumento global do comércio eletrônico, que deve aumentar 20% ao ano, para quase US$ 5 trilhões em 2021, segundo a análise da Boeing. Para atender às crescentes necessidades do mercado, a fabricante também prevê que a frota mundial de carga expandirá em mais de 70%, do total atual de 1.870 para cerca de 3.260 aviões, com as novas entregas de produção avaliadas em US$ 280 bilhões. Desde janeiro de 2017, a empresa já vendeu 128 cargueiros, incluindo 80 de produção e 48 convertidos. A previsão completa do World Air Cargo 2018 está disponível no endereço www.boeing.com . 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn