Boeing firma acordo de licença do bastão de luz ultravioleta para combater o COVID-19

Equipamento portátil desenvolvido pela fabricante vai inativar vírus e bactérias em aeronaves

A fabricante Boeing anunciou a assinatura de uma licença de patente e tecnologia com a Healthe, sediada na Flórida, sob a qual a empresa fabricará um bastão de luz ultravioleta (UV) projetado para higienizar o interior de aviões. A Boeing projetou e desenvolveu o equipamento como parte da Iniciativa que visa apoiar seus clientes e aumentar a confiança do consumidor em viagens aéreas durante a pandemia. A Healthe irá produzir e distribuir o bastão de luz comercial, ajudando as companhias aéreas e potencialmente outros setores a combater a pandemia do COVID-19. A tecnologia poderá estar disponível para as transportadoras até o final do ano. O dispositivo é um complemento às medidas de higienização e proteção já implantadas, que incluem o uso de filtros de Ar Particulado de Alta Eficiência (HEPA), que capturam mais de 99,9% das partículas e evitam que elas voltem a circular para a cabine. O bastão usa luz UVC de 222 nanômetros, que segundo pesquisas, indicam que inativa patógenos de forma eficaz. Com o uso do aparelho autônomo, que lembra uma mala de mão, as equipes podem passar a luz ultravioleta sobre superfícies de alto contato, higienizando todos os locais que a luz alcança. O bastão UV é particularmente eficaz em espaços compactos e desinfeta uma cabine de comando em menos de 15 minutos. Como parte da Iniciativa, a Boeing solicitou opiniões de várias fontes do setor, o que ajudou a validar rapidamente essa tecnologia. A empresa Etihad Airways foi a primeira a avaliar o dispositivo e o bastão de luz de UV integrou o jato 787-10 ecoDemonstrator da empresa. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn