Boeing prevê demanda para 2.300 novos aviões na Índia em 20 anos

Tráfego doméstico de passageiros recorde e economia robusta impulsionam a necessidade de aeronaves avaliadas em US$ 320 bilhões

A fabricante norte-americana Boeing elevou sua previsão de longo prazo para aviões comerciais na Índia com um tráfego doméstico de passageiros sem precedentes e operadoras de baixo custo impulsionando a necessidade de 2.300 novos jatos avaliados em US$ 320 bilhões nos próximos 20 anos. Somente em 2018, mais de dez milhões de passageiros viajaram em média, dentro da Índia a cada mês. De acordo com o estudo, a indústria de aviação comercial da Índia atingiu 51 meses consecutivos de crescimento de dois dígitos. Esse aumento é acompanhado em outros setores da economia do país. Com mais de 5% da frota mundial prevista para operar na Índia até 2037, os serviços continuarão a ser um grande impulsionador do crescimento da indústria de aviação comercial da região. Serviços comerciais como treinamento de voo, engenharia e manutenção, análise digital, entre outros, proporcionarão às empresas aéreas eficiência operacional otimizada à medida que continuam se expandindo para atender ao crescimento no mercado. No mercado de serviços do sul da Ásia, incluindo a Índia, a Boeing prevê investinmentos avaliados em US$ 430 bilhões nas próximas suas décadas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn