Boeing prevê grande demanda para pilotos nos próximos 20 anos

Estudo cita as taxas de crescimento de frota e diminuição da oferta de trabalho entre as razões para escassez de profissionais

A fabricante norte-americana Boeing divulgou um novo estudo projetando uma demanda para 790.000 pilotos nos próximos 20 anos. Isso representa o dobro da força de trabalho atual e a demanda mais significativa na história de nove anos dessa perspectiva. A procura está sendo impulsionada por uma duplicação antecipada da frota de aviões comerciais globais, bem como a demanda por viagens aéreas recorde e uma diminuição na oferta de mão de obra. A perspectiva deste ano também inclui dados dos setores de aviação executiva e helicópteros civis pela primeira vez. A empresa oferece um programa de treinamento acelerado que orienta futuros pilotos desde o estágio inicial do treinamento até primeiro oficial para ajudar aos operadores a atender às suas crescentes necessidades destes profissionais. A Boeing também ajuda as operadoras a melhorar a eficiência da equipe com ferramentas que otimizam recursos e minimizam interrupções. Apesar da previsão de demanda para piloto comercial manter-se praticamente estável, a procura de manutenção técnica diminuiu ligeiramente de 648.000 para 622.000, principalmente devido a intervalos de manutenção mais longos para novas aeronaves. Coletivamente, os setores de aviação executiva e de helicópteros civis demandarão 155.000 pilotos adicionais e 132.000 técnicos. A demanda por tripulantes de cabine aumentou levemente de 839.000 para 858.000, devido a mudanças no tipo de frota, exigências regulatórias, configurações de assento e múltiplas cabines que oferecem um serviço mais personalizado. Além disso, 32.000 novos tripulantes de cabine serão necessários para apoiar a aviação executiva. Para mais informações sobre este novo estudo, acesse o endereço http://www.boeing.com/commercial/market.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn