Boeing tem pedidos líquidos positivos em maio, com estagnação das entregas de 787

A Boeing viu o total de pedidos aumentarem pelo quarto mês consecutivo em maio, enquanto as entregas permanecem reprimidas devido principalmente à última pausa nas entregas do 787 e aos esforços contínuos para consertar um problema de aterramento elétrico na cabine de comando do 737 Max. Publicando dados em seu site na terça-feira, a Boeing encerrou o mês com pedidos líquidos de 20 aviões, elevando o total do ano para 97. A empresa entregou apenas 17 aviões durante o mês, incluindo dois 787s e onze 737.

Enquanto os números do pedido superam em muito os da rival Airbus, cujo total para o ano permanece em território negativo, o fabricante europeu entregou 50 aviões em maio, aumentando seu total anual para 220 aviões, em comparação com 111 da Boeing.

Foto: Divulgação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn