Bombardier divulga resultados do segundo trimestre de 2018

Durante o período, a receita da unidade totalizou US$ 1,3 bilhão com 34 entregas e a receita de pós-venda crescendo 21%

A fabricante canadense Bombarider divulgou os números do segundo trimestre de 2018, onde a divisão de aeronaves executivas demonstrou forte desempenho em entregas e vendas, progresso sustentado em novos programas, crescimento contínuo na receita de pós-venda, combinado com a introdução de duas novas aeronaves que fortalecem ainda mais o portfólio de jatos executivos da empresa. Durante o período, a receita da unidade totalizou US$ 1,3 bilhão com 34 entregas e a receita de pós-venda crescendo 21%. No acumulado do ano, as receitas totalizam US$ 2,4 bilhões, a caminho da projeção de US$ 5 bilhões para todo o ano. As entregas atingiram até agora no ano 65 aeronaves, em linha com o planejado, acompanhando a orientação anual de 135 entregas. O volume de pedidos de aeronaves no final do segundo trimestre aumentou para US$ 14,1 bilhões, refletindo a forte atividade do mercado pelo terceiro trimestre consecutivo. A demanda continua sendo alimentada pela América do Norte, enquanto a  região da Ásia-Pacífico, a Grande China e a Europa estão exibindo um bom momento. Por outro lado, a divisão de aeronaves comerciais entregou 18 aviões no período, consistindo de oito jatos CSeries, cinco CRJ e cinco Q400. A unidade apresenta receitas acumuladas no ano de US$ 1,1 bilhão e perdas no EBIT antes de itens especiais de US$ 139 milhões. O backlog da Série CRJ cresceu para 60 aeronaves, com dois pedidos de aeronaves CRJ900 das operadoras American Airliners e Delta totalizando 35 aeronaves. Outros pedidos incluíram 16 aeronaves Q400 da Ethiopian Airlines e African Aero Trading. A AirBaltic firmou um contrato firme de compra de 30 aeronaves CS300 com opções e direitos de compra para outros 30 exemplares. Mais informações no portal www.bombardier.com.  

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn