Bombardier investirá em projetos de pesquisa aeroespacial em Quebec

Fabricante pretende alocar aproximadamente US$ 22 milhões durante um período de três anos

A fabricante canadense Bombardier anunciou que investirá aproximadamente US$ 22 milhões durante um período de três anos, em dois grandes projetos de pesquisa aeroespacial, que reunirão grandes companhias aeroespaciais, pequenas e médias empresas, além de universidades e centros de pesquisa locais. O Aéro21 visa facilitar a implementação das tecnologias no setor aeroespacial em Quebec. Um total de 24 empresas fornecerão 75% dos recursos para o projeto, incluindo US$ 18,75 milhões da Bombardier e o governo de Québec investindo os 25% restantes. A participação da fabricante se concentrará na expansão do uso de modelos computadorizados para testar vários sistemas e componentes de aeronaves desde a fase de projeto até a certificação, em um esforço para trazer novos produtos aeroespaciais ao mercado em um ritmo mais rápido e reduzir os custos de desenvolvimento. O SA²GE foi lançado pela primeira vez em 2010 e se dedica ao desenvolvimento de tecnologias mais inteligentes, eficientes e eficazes, ao mesmo tempo em que reduz a pegada ambiental da indústria. Quatro subprojetos foram selecionados para a terceira fase incluindo um que foi proposto pela Bombardier junto com outros quatro parceiros do setor. O foco deste subprojeto é desenvolver asas multifuncionais para aeronaves comerciais e que otimizem a aerodinâmica e o peso para reduzir o custo e o consumo de combustível. A Bombardier planeja investir US$ 3,6 milhões neste projeto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn