A Bye Aerospace anunciou hoje planos para entrar no mercado de aviação executiva com o eFlyer 800, uma aeronave totalmente elétrica movida por um par de motores elétricos Engineus da Safran. O bimotor terá capacidade para transportar sete passageiros e dois pilotos em voos de até 1.750 km a 600 km/h, acrescentou.

O novo modelo irá competir com os turboélices existentes, como o Beech King Air 260 e Daher TBM 910, embora com menos de um terço do alcance. A Bye Aerospace, sediada em Denver, indicou que espera concluir a certificação de tipo em quatro a seis anos a partir de agora, mas disse que já tem "contratos de depósito de clientes" de operadores de táxi aéreo, fretamento e carga não divulgados nos EUA e na Europa.

A Bye Aerospace está trabalhando para obter a certificação de tipo FAA Parte 23 para seu modelo eFlyer 2 de dois lugares, que será usado principalmente para treinamento de voo. Ela também está desenvolvendo uma aeronave eFlyer 4 de quatro lugares que também pode ser usada para táxi aéreo e missões de carga, bem como para treinamento de voo mais avançado.

Ambos os modelos eFlyer também são movidos por motores Safran, que têm uma classificação de potência variando de 50 kW a 500 kW / 1 mW. Serão fornecidos com o sistema de distribuição elétrica e proteção de rede GeneusGRID da empresa francesa.

A Bye Aerospace não anunciou o preço de tabela do eFlyer 800, mas indicou à Forbes que seria semelhante ao do King Air 260 por um pouco mais de US$ 6 milhões.

Foto: Divulgação