Companhias aéreas brasileiras e estrangeiras melhoram no atendimento ao consumidor

Resultado positivo foi atribuído por passageiros que registraram manifestação na plataforma Consumidor.gov.br

Os dados do boletim de monitoramento da plataforma Consumidor.gov.br, da Secretaria Nacional de Relações do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça, divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil, apontam que houve melhora no índice de solução das reclamações atendidas na plataforma no segundo trimestre de 2018, em relação aos números do primeiro. O índice de satisfação das demandas atendidas pelas empresas no canal também registrou variação positiva. Na comparação, considerando os registros dos passageiros contra as 18 empresas cadastradas na plataforma, seis brasileiras e 12 estrangeiras, o índice de solução das aéreas brasileiras passou de 70,5%, no primeiro trimestre, para 75,6%, no segundo. Das empresas estrangeiras, o salto foi ainda maior: subiu de 48% para 62,8% na mesma base de comparação. No boletim de monitoramento do segundo trimestre, das aéreas brasileiras com mais de 10% de participação de mercado, a Azul foi a com o maior percentual de solução, com 82%, seguida pela Avianca Brasil, com 75,3%. Entre as 12 empresas estrangeiras registradas no canal, a aérea com melhor resolutividade foi a Condor, com 100%, seguida pela Swiss, com 70%. A média geral das empresas brasileiras em relação ao índice de satisfação de resposta das manifestações atendidas na plataforma passou de 2,7 para 2,9, em escala que vai de 1 a 5. Nesse quesito, a Azul foi a aérea que apresentou melhor índice, com satisfação de 3,6. A Gol vem logo em seguida, com 3,1. A média das empresas estrangeiras variou de 1,7 para 2,3, com destaque para as empresas Turkish e United Airlines, ambas obtiveram índice 2,8. O número de manifestações na plataforma também apresentou crescimento em relação ao trimestre anterior. De acordo com os dados do boletim, de abril a junho deste ano foram 6.311 reclamações. De janeiro a março, foram 5.801 registros. Nos três primeiros meses do ano, foram transportados, em voos domésticos e internacionais, 29,3 milhões de passageiros. Nos três meses seguintes, foram contabilizadas 27,1 milhões de pessoas transportadas. Juntas, as aéreas domésticas e internacionais, registradas na plataforma, respondem por 91,4% dos transportados em voos regulares e não regulares, o que equivale a 24.8 milhões passageiros pagos. Além dos números destacados, o relatório traz os temas e subtemas mais reclamados no período, o prazo médio de resposta das manifestações e a quantidade de reclamações por empresa.  Mais informações no portal www.anac.gov.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn