Companhias aéreas reduzem em mais de 2 mil toneladas o consumo de combustível no Aeroporto de Guarulhos

  • Indústria
  • Notícias
  • Companhias aéreas reduzem em mais de 2 mil toneladas o consumo de combustível no Aeroporto de Guarulhos

Com essa economia, seria possível realizar mais de mil voos na ponte-aérea entre Rio de Janeiro e São Paulo

As companhias aéreas nacionais e internacionais que operam no Aeroporto de Guarulhos/SP economizaram, entre agosto e novembro de 2019, mais de 2 mil toneladas de querosene de aviação, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Com essa economia, seria possível realizar mais de mil voos na ponte-aérea entre Rio de Janeiro e São Paulo. Além disso, mais de sete mil toneladas de CO² deixaram de ser lançadas na atmosfera nesse período. Essa economia só foi possível por causa das melhorias implementadas pelo programa Agile GRU, projeto do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), apoiado pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), e implantado no maior aeroporto do país em dezembro de 2018, a partir de estudos iniciados em 2013 para otimizar as operações no terminal. A iniciativa também conta com parceria da concessionária GRU Airport, Infraero, da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) e das empresas aéreas em operação no terminal, com apoio da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC). O objetivo do Agile GRU é trazer mais fluidez para as operações aéreas, por meio da coordenação de pousos e decolagens simultâneas em condições meteorológicas visuais, entre outras medidas. O projeto ampliou a eficiência no gerenciamento do tráfego aéreo no aeroporto, o que levou a redução do tempo em que as aeronaves permanecem em voo no entorno, enquanto aguardam autorização para pouso. O projeto também agilizou o processo de taxiamento para decolagem, sem impacto nos níveis de segurança. A melhoria foi possível após diversas etapas que incluíram desde a elaboração de novos procedimentos de navegação aérea e a confecção de novas cartas aeronáuticas até a confirmação dos procedimentos e parâmetros de segurança e navegabilidade, além do treinamento das equipes envolvidas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn