Conheça o caminho para a formação de um piloto de linha aérea

Profissão exige muita responsabilidade, concentração, capacidade de trabalhar sobre pressão, ser apto a mudanças operacionais, comprometimento e disciplina

Uma das maiores curiosidades que cercam o mundo da aviação é sobre o universo dos pilotos. O que fazer para chegar a essa profissão tão importante? Quanto tempo é necessário para poder pilotar um avião comercial? Quais os cursos devo fazer? A resposta mais direta para essas perguntas seria dedicação. Até se tornar um piloto da aviação comercial regular, podendo atuar em voos domésticos e internacionais de companhias aéreas, os aspirantes passam por um extenso processo de formação teórica, prática e por avaliações técnicas, físicas, psicomotoras, psicológicas e linguísticas. O treinamento de fato é rigoroso. Exige muita responsabilidade, concentração, capacidade de trabalhar sobre pressão, ser apto a mudanças operacionais, comprometimento e disciplina. É de fundamental importância ainda, que o profissional tenha um compromisso com a segurança e se dedique constantemente aos estudos e treinamentos. A formação para pilotos inclui a obtenção de certificações, licenças e habilitações por meio de provas e exames teóricos e práticos, em simuladores e em voo. Ao longo da carreira, os pilotos passam ainda por requalificações e revalidações periódicas. Um aspirante a piloto pode iniciar sua trajetória em aeroclubes, escolas de aviação ou na carreira militar. Em geral, a trajetória evolui da obtenção da certificação de Piloto Privado (PP), Piloto Comercial (PC), até chegar a Piloto de Linha Aérea (PLA). Para cada um desses estágios é necessário atender a requisitos de idade, escolaridade, conhecimento, experiência, instrução de voo e aptidão psicofísica e psicomotora. O passo inicial é tirar a carteira de Piloto Privado. Para isso, é preciso passar em uma prova teórica na ANAC, para a qual é possível fazer um curso ou estudar sozinho; iniciar as horas de voo em um aeroclube ou escola de pilotagem; e depois de 35 horas de voo, o candidato poderá fazer nova prova da ANAC e caso seja aprovado, tirar a Carteira de Habilitação Técnica (CHT) específica. De posse da carteira de habilitação técnica, o segundo passo é tirar a carteira de Piloto Comercial. Para tal, o candidato deve realizar no mínimo mais 115 horas de voo, das quais 60 têm de ser “navegações” (voo por instrumentos, com no mínimo 40 milhas de distância); fazer outra prova na ANAC para obter a CHT como PC; depois de formado, para conseguir lugar em uma grande companhia é necessário Inglês com proficiência nível 4; categoria de CHT como piloto “Multimotor”, para o qual o novo piloto deve fazer um curso específico. Isso acontece porque tanto no nível piloto privado como no comercial, o novo piloto comanda apenas aeronaves monomotoras; e experiência de voo já que grandes empresas chegam a exigir que os candidatos tenham pelo menos 1.000 horas de voo para participar do processo de seleção. Mais informações no portal www.abear.com.br. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn