Consórcio liderado pela Eve começou a trabalhar no conceito de táxis aereos

 

Um consórcio de empresas de mobilidade aérea urbana e empresas aeronáuticas começou a trabalhar em um conceito de operação para integrar taxis aéreos, também conhecidos como veículos elétricos de pouso e decolagem vertical (eVTOLs), ao espaço aéreo do Reino Unido.

O consórcio, liderado pela Eve, primeira empresa formada pela EmbraerX, trabalhará com a Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido como parte do Sandbox Regulatório: Future Air Mobility.

O projeto irá estudar como os eVTOLs podem operar no transporte de passageiros e cargas sobre áreas urbanas e regionais. Além da Eve, o consórcio é composto por companhias internacionais da indústria de aviação, incluindo o Aeroporto de Heathrow, Aeroporto London City, NATS, Skyports, Atech, Volocopter e Vertical Aerospace.

“O Sandbox Regulatório foi estabelecido para criar um ambiente onde a inovação na aviação possa ser explorada em linha com os principais fundamentos da Autoridade de Aviação Civil de proteção e segurança ao consumidor. Este projeto foi selecionado para se juntar ao Sandbox, uma vez que ajudará a desenvolver uma estrutura estratégica para harmonizar o espaço aéreo de baixo nível, apoiando o desenvolvimento da mobilidade aérea urbana e regional em todo o Reino Unido”, disse David Tait, Head de Inovação da Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido.

Inicialmente trabalhando ao lado de autoridades locais, o consórcio irá explorar como os eVTOLs podem transportar passageiros entre os aeroportos de London City (LCY) e Heathrow (LHR), com paradas entre eles. Os dados das simulações ajudarão os legisladores a desenvolver regras comunitárias amigáveis, mitigando os impactos do ruído e elaborando procedimentos do espaço aéreo para testes de voos futuros.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn