Demanda mundial por viagens aéreas registra queda histórica em março

Procura reduziu 52,9% refletindo as medidas adotadas pelos governos para retardar a disseminação do COVID-19

A Associação Internacional de Transporte Aéreo anunciou os resultados globais de tráfego de passageiros registrados no último mês de março, mostrando que a demanda sofreu uma queda de 52,9% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Esse foi o maior declínio da história recente, refletindo o impacto das ações dos governos para retardar a disseminação do COVID-19. O volume global de passageiros retornou aos níveis vistos pela última vez em 2006. A capacidade reduziu 36,2% e o fator de ocupação despencou 21,4 pontos percentuais, chegando a 60,6%. As companhias aéreas latino-americanas sofreram uma queda de demanda que chegou a 45,9% em março, em comparação com o mesmo mês do ano passado. A capacidade retraiu 33,5% e o fator de ocupação caiu 15,3 pontos percentuais, atingindo 66,5%. Mais informações no portal www.iata.org.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn