Desenvolvimento e industrialização do programa A321XLR continuam

Versão do jato fornecerá um alcance de até 4.700 milhas náuticas e uma queima de combustível por assento 30% menor em comparação com as aeronaves da geração anterior

Após o seu lançamento no Paris Air Show do ano passado, a industrialização do programa do jato de longo alcance A321XLR está em andamento e o design da aeronave está passando do conceito para a realidade. No início de 2020, os primeiros componentes estavam em produção, incluindo trem de pouso e as primeiras peças da caixa central da fuselagem. Antecipando a fase de industrialização, o programa está aplicando a nova abordagem de ciclo de vida do produto. Isso permite simulações precisas para validar investimentos e planejamento de aceleração. Um pilar fundamental da estrutura é o banco de dados 3D, que permitirá design simultâneo, simulações de montagem e visibilidade em tempo real em Toulouse, Hamburgo e Filton. A instalação de demonstradores físicos complementares também está em andamento para validação e verificação das várias novas estruturas e equipamentos do A321XLR. O programa inclui a junção de montagem de componentes principais das seções 15 e 17 da fuselagem, integração do novo tanque de combustível traseiro, além de outros módulos e peças detalhadas. Paralelamente, o sistema apresenta a instalação de teste físico em uma maquete de madeira em tamanho real por uma equipe multifuncional representando cada sistema instalado. Essa abordagem minimiza os conflitos de design, além de otimizar a ergonomia. Até o momento, 24 clientes encomendaram mais de 450 exemplares desta versão, validando a necessidade do mercado pelos recursos oferecidos. Os testes em voo devem começar em 2022 e entrada em serviço a partir de 2023. O A321XLR fornecerá um alcance de até 4.700 milhas náuticas e uma queima de combustível por assento 30% menor em comparação com as aeronaves da geração anterior.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn