EASA programa testes em voo para o Boeing 737 MAX

Partes chegaram a um acordo de que as avaliações serão realizadas em Vancouver na próxima semana

A Agência de Segurança para a Aviação da União Europeia (EASA) tem trabalhado em estreita cooperação com a FAA e a fabricante Boeing, para retornar a aeronave 737 MAX ao serviço o mais rápido possível, mas apenas quando for convencida de que o modelo é seguro. Embora a empresa norte-americana ainda tenha algumas ações finais para avaliar, a EASA entende que a maturidade geral do processo de redesenho é agora suficiente para prosseguir com os testes em voo. Estes são pré-requisitos para que a agência europeia aprove o novo design da aeronave. As partes chegaram a um acordo de que os voos de avaliação serão realizados em Vancouver, no Canadá, na próxima semana e os testes em simulador acontecerão em Londres/Gatwick, no Reino Unido já a partir de 1° de setembro. O Joint Operations Evaluation Board (JOEB), também acontecerá em Gatwick. Mais informações no portal https://www.easa.europa.eu/home

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn