Embraer e UNESP firmam convênio para processamento de 40 mil testes de diagnóstico do COVID-19

  • Indústria
  • Notícias
  • Embraer e UNESP firmam convênio para processamento de 40 mil testes de diagnóstico do COVID-19

Empresa realizará uma doação financeira no valor de R$ 4 milhões para execução dos exames, coleta de amostras, transporte e diagnóstico

A fabricante Embraer e UNESP firmaram parceria para viabilizar o processamento de 40 mil testes de diagnóstico do COVID-19 nas regiões de São José dos Campos, Araraquara (Gavião Peixoto) e Botucatu, no interior de São Paulo, como forma de apoio às comunidades onde a empresa está presente. O objetivo da iniciativa voluntária é unir esforços para ajudar a acelerar o diagnóstico de pacientes com sintomas compatíveis com a doença, nesse momento de crise de saúde pública. Conforme o protocolo das autoridades de saúde, o material coletado será enviado para as unidades da UNESP dedicadas ao processamento da metodologia RT-PCR, exame considerado padrão-ouro para o diagnóstico do novo vírus. A expectativa é que o resultado saia em até 16 horas após o recebimento das amostras pelo laboratório. Pelos termos do convênio, a Embraer realizará uma doação financeira no valor de R$ 4 milhões para execução dos exames, coleta de amostras, transporte e diagnóstico. Será disponibilizada gratuitamente aos municípios uma cota de processamento dos testes, sendo 20 mil para São José dos Campos, 15 mil para Araraquara e cinco mil para Botucatu. Uma reserva técnica de até 20% das análises será dedicada, se necessário, aos colaboradores da empresa que apresentarem eventualmente um quadro clínico indicado para o teste, conforme o protocolo. A fabricante vem realizando uma série de iniciativas voluntárias de combate a pandemia em especial por meio de parcerias com entidades do setor de saúde e empresas do meio hospitalar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn