Estudo da IATA projeta 8,2 bilhões de viajantes aéreos em 2037

Nas próximas duas décadas a previsão antecipa uma taxa de crescimento anual composta de 3,5% levando a uma duplicação no número de passageiros nos níveis atuais

A Associação Internacional de Transporte Aéreo revelou que as tendências atuais no transporte aéreo sugerem que o número de passageiros poderá dobrar para 8,2 bilhões em 2037. A mais recente atualização do estudo da IATA mostra que uma mudança crescente para o leste no centro de gravidade da indústria está por trás do forte crescimento contínuo. Nas próximas duas décadas, a previsão antecipa uma taxa de crescimento anual composta de 3,5%, levando a uma duplicação no número de passageiros nos níveis atuais. A IATA alertou, no entanto, que as perspectivas de crescimento do transporte aéreo e os benefícios econômicos impulsionados pela aviação poderão ser reduzidos se medidas protecionistas forem implementadas pelos governos. A região Ásia-Pacífico impulsionará o maior crescimento, com mais da metade do total de novos passageiros nos próximos 20 anos vindos desses mercados. O aumento está sendo impulsionado por uma combinação de crescimento econômico robusto continuado, melhorias na renda familiar e perfis demográficos favoráveis. A China substituirá os Estados Unidos como o maior mercado de aviação do mundo (definido como tráfego para, dentro e fora do país) em meados da década de 2020. O reequilíbrio da economia chinesa em relação ao consumo apoiará a forte demanda de passageiros no longo prazo. Os mercados da América Latina crescerão cerca de 3,6% servindo um total de 731 milhões de passageiros, um adicional de 371 milhões anualmente em comparação com os dias de hoje. Mais informações no portal www.iata.org.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn