Estudo revela quais são as piores rotas para voar no Brasil

AirHelp analisou os principais dados de quase 700 rotas para saber quais têm os piores desempenhos

Toda vez que você se vê em um voo que atrasou, deve ficar se perguntando: será que isso só acontece comigo? A empresa especializada em direitos aéreos para passageiros AirHelp também teve essa mesma dúvida e fez um estudo sobre as rotas aéreas que têm as piores performances do Brasil, tanto para voos domésticos, quanto para rotas internacionais. Os resultados revelam que o destino que tem o maior percentual de voos interrompidos é o trajeto entre Brasília e Lisboa, com 38% de viagens sofrendo algum tipo de atraso ou interrupção. Além desse, os outros trechos que formam o Top 5 com os maiores números de interrupções são: Rio de Janeiro/Galeão e Bogotá/El Dorado, com 33%, São Paulo/Guarulhos e Istambul/Ataturk, com 29%, Florianópolis e Chapecó, com 28% e São Paulo/Guarulhos e Porto Velho, com 27%. Desde o lançamento em 2013, a AirHelp ajudou mais de sete milhões de pessoas a processar pedidos de indenização de companhias aéreas no valor de quase US$ 930 milhões em reembolso total. A companhia tem escritórios em todo o mundo, está disponível em 30 países e oferece suporte em 16 idiomas. Mais informações no portal www.airhelp.com.‎

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn