Governo Federal prepara operação aérea especial para trazer 240 milhões de máscaras ao Brasil

  • Indústria
  • Notícias
  • Governo Federal prepara operação aérea especial para trazer 240 milhões de máscaras ao Brasil

Ministério da Infraestrutura articula com companhias aéreas alternativas para o transporte dos equipamentos provenientes da China

O Governo Federal prepara uma megaoperação para trazer ao Brasil 240 milhões de máscaras de proteção, adquiridas na China. O Ministério da Infraestrutura, encarregado da logística, está fazendo consultas a companhias aéreas nacionais e estrangeiras para viabilizar o frete da carga, que soma 960 toneladas, a partir de Guangzhou. Para o transporte dos equipamentos, que devem começar a chegar ao Brasil em 15 dias, será concedido status de voo de Estado, com as prerrogativas de prioridade de pouso e decolagem. O MInfra desenvolveu um plano de logística e distribuição, em apoio ao Ministério da Saúde, durante o enfrentamento ao COVID-19. O plano nacional abrange ações para garantir agilidade no transporte de material importado, no desembaraço aduaneiro nos aeroportos e na distribuição dos equipamentos entre as 27 unidades da federação. O ministério também está buscando parceiros privados dispostos a custear o frete das máscaras até o Brasil. O Ministério da Infraestrutura mapeou toda a malha aérea essencial que segue operando, bem como a utilização de cargueiros comerciais e aviões da Força Aérea Brasileira. Para trazer a carga de 960 toneladas de máscaras cirúrgicas de três camadas e também do modelo N95 ao Brasil, o MInfra estima que serão necessários até 40 voos, a depender do tamanho das aeronaves envolvidas. Cada voo pode durar 40 horas, desde a partida da China, envolvendo pelo menos uma escala, até a chegada ao Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Além da megaoperação, o Ministério da Infraestrutura já está atuando para viabilizar a chegada de pelo menos 11 voos cargueiros contratados pela Vale, também a partir da China, com 540 toneladas de testes rápidos, luvas, aventais, óculos, máscaras cirúrgicas e N95 doados pela empresa. O primeiro voo chegou na semana passada com 500 mil kits de testes rápidos. Mais informações no portal https://www.infraestrutura.gov.br/.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn