IATA prevê que setor aéreo global produzirá um lucro líquido de US$ 29,3 bilhões em 2020

  • Indústria
  • Notícias
  • IATA prevê que setor aéreo global produzirá um lucro líquido de US$ 29,3 bilhões em 2020

Número corresponde a uma melhora significativa em relação aos US$ 25,9 bilhões esperados neste ano

A Associação Internacional de Transporte Aéreo prevê que o setor aéreo global produzirá um lucro líquido de US$ 29,3 bilhões em 2020, uma melhora significativa em relação ao valor de US$ 25,9 bilhões esperado em 2019. Os destaques do desempenho da indústria esperado para o próximo ano incluem que o retorno do capital investido seja de 6,0%. A margem de lucro líquido está prevista em 3,4% (acima de 3,1% em 2019). Prevê-se que as receitas gerais da indústria cheguem a US$ 872 bilhões e as despesas operacionais devem subir 3,5%, para US$ 823 bilhões. O número de passageiros deverá chegar a 4,72 bilhões (aumento de 4,0% em relação aos 4,54 bilhões em 2019). Espera-se também que as toneladas de frete transportadas se recuperem chegando a 62,4 milhões, um aumento de 2,0%. Um crescimento econômico mais forte deve suportar um crescimento de 4,1% no tráfego de passageiros, semelhante a 2019 (4,2%), mas abaixo das tendências históricas. O desempenho econômico neste ano foi mais fraco do que o esperado na época da previsão de junho. Isso se alinha ao crescimento mais fraco do PIB global de 2,5% (versus 2,7% previsto em junho) e ao crescimento do comércio mundial de apenas 0,9% (abaixo dos 2,5% previstos em junho). Esses desenvolvimentos negativos contribuíram para uma demanda menor de passageiros e cargas e um crescimento da receita correspondente mais fraco, uma vez que o rendimento dos passageiros caiu 3,0% e o rendimento da carga caiu 5,0% em comparação com 2018. As despesas operacionais não aumentaram tanto devido em grande parte aos custos de combustível abaixo do esperado, mas isso não foi suficiente para compensar a suavidade da receita. Mais informações no portal www.iata.org.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn