Procura global por carga aérea registra queda de 3,3% durante 2019

Em dezembro, o volume de cargas também diminui 2,7% em relação ao ano anterior, enquanto a capacidade aumentou 2,8%

A Associação Internacional de Transporte Aéreo divulgou dados do ano passado para os mercados globais de frete aéreo, mostrando que a demanda caiu 3,3% em relação a 2018, enquanto a capacidade aumentou 2,1%. Este foi o primeiro ano de queda nos volumes de frete desde 2012 e o desempenho mais fraco desde a crise financeira global em 2009, quando o mercado contraiu 9,7%. Em dezembro, o volume de cargas também registrou queda 2,7% em relação ao ano anterior, enquanto a capacidade aumentou 2,8%. O desempenho do segmento em 2019 foi prejudicado pelo fraco crescimento do comércio global de apenas 0,9%. O baixo desempenho do setor também se deveu em particular, à desaceleração do crescimento do PIB nas economias intensivas em manufatura. A confiança mais suave dos negócios e do consumidor, juntamente com a queda nos pedidos de exportação, também contribuíram para o fraco desempenho. As companhias aéreas latino-americanas sofreram a queda mais acentuada da demanda em dezembro, que chegou a 5,3%. A região também foi a única a ver uma redução na capacidade de 3,1% no mês. Por outro lado, capacidade anual aumentou 4,7%. Mais informações em www.iata.org.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn