Programa Gulfstream G700 atinge marca de 1.100 horas

 

Um ano depois que a Gulfstream Aerospace voou pela primeira vez com seu novo carro-chefe G700, o programa de teste de voo já acumulou 1.100 horas de voo e concluiu a maior parte dos testes de desenvolvimento em preparação para os testes de voo de certificação, mantendo a aeronave no caminho certo para a entrada no mercado no final de 2022.

A primeira aeronave de teste de voo voou em 14 de fevereiro de 2020, e Colin Miller, vice-presidente sênior de inovação, engenharia e voo da Gulfstream, disse hoje (17/02) que o programa de teste de voo "continuou ininterrupto desde então".

Essa primeira aeronave foi usada para expansão de envelope, atingindo até 54.000 pés (16.460 m) e Mach 0,999 (1.220 km/h). Jake Howard, o piloto de teste líder do programa G700, observou que a velocidade de mergulho que a Gulfstream deve testar para o G700 é Mach 0,995. Quando questionado sobre o potencial teste supersônico, ele disse que não havia “não havia porquê voar intencionalmente” além dessa velocidade nos testes.

Além da alta velocidade, a aeronave também realizou testes de baixa velocidade e de estol, inclusive com formas de gelo nas asas. Durante todo o regime de voo, a aeronave “teve um desempenho extraordinário, voando virtualmente sem ruído” e está atendendo às expectativas de desempenho, disse Miller. Enquanto isso, os motores Rolls-Royce Pearl 700 da aeronave estão apresentando um desempenho “fantasticamente bom; eles são extremamente eficientes, dando-nos ótimos resultados em velocidade, alcance e baixas emissões”, acrescentou.

Foto: Gulfstream

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn