Redução das emissões da aviação pode gerar recursos para o Brasil

Estudo mostrando oportunidades do esquema de redução de emissões da aviação civil internacional para o Brasil será lançado em São Paulo

Um estudo liderado pelo Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM), em parceria com uma rede de organizações da sociedade civil analisou a fundo as oportunidades do esquema de redução de emissões da aviação civil internacional para o Brasil. O esquema do CORSIA vai vigorar em três fases principais, iniciando em 2021. Até o momento, 72 países já se comprometeram a participar do programa em seu período voluntário. O Brasil ainda não aderiu ao acordo e se comprometeu a participar apenas a partir de 2027. Com isto, pode perder a oportunidade de direcionar os recursos gerados pela compensação das emissões da aviação civil em projetos de desenvolvimento sustentável já a partir de 2021. O estudo, coordenado pelo IDESAM, foi elaborado em conjunto com a BVRio, Biofilica, Instituto Centro de Vida (ICV), Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e Imazon; com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS) e Environmental Defense Fund (EDF). O lançamento será feito na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo. Mais informações e credenciamento no endereço http://lp.rlkpro.com/l/L00hf7ABF1118.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn