Rolls-Royce começa a trabalhar no primeiro motor UltraFan

 

A Rolls-Royce começou a trabalhar no primeiro motor UltraFan em sua instalação DemoWorks em Derby, no Reino Unido, confirmou a empresa na segunda-feira. Para se tornar o maior motor aeronáutico do mundo, o UltraFan apresenta um diâmetro de ventilador de 3,55 m e forma a base para uma nova família de motores em potencial, capaz de oferecer uma melhoria de 25% na eficiência de combustível em relação ao turbofan Trent de primeira geração. A Rolls-Royce espera concluir o trabalho no motor de demonstração do UltraFan até o final do ano.

Apesar das conversas recentes sobre hidrogênio e aeronaves movidas a eletricidade, as turbinas a gás continuarão a alimentar aviões de longo curso por muitos anos, de acordo com a Rolls-Royce. A eficiência do UltraFan ajudará a melhorar a economia de uma transição da indústria para combustíveis mais sustentáveis, que provavelmente serão mais caros no curto prazo do que o combustível de aviação tradicional, acrescentou Rolls. A empresa planeja executar o primeiro teste do motor com combustível de aviação 100 por cento sustentável (SAF).

“Sempre dissemos que o eventual momento de entrada em serviço do UltraFan dependerá dos requisitos dos fabricantes de aeronaves”, disse a empresa em um comunicado. “Continuamos comprometidos em ter um produto disponível para o mercado na virada da década, mas na fase de pós-teste, continuaremos monitorando os requisitos do cliente daqui para frente, principalmente devido ao impacto do Covid-19. Se isso exigir que reformulemos o programa, então o faremos.”

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn