Tata poderá construir um avião militar

 

Tendo adquirido os direitos intelectuais do malfadado Grob G180 SP, o Grupo Tata poderá se tornar a primeira entidade privada na Índia a desenvolver e fabricar uma aeronave militar.

O Grob G180 SP é um jato executivo de asa baixa e dois motores com uso de materiais compostos. Projetado originalmente pela empresa alemã Grob Aerospace para competir no mercado de aeronaves executivas leves, ele fez seu primeiro vôo em julho de 2005, mas o projeto foi abandonado em 2008.

O Grupo Tata, por meio de sua subsidiária Tata Advanced Systems (TASL), adquiriu os direitos intelectuais do G180 SP e pretende reanimá-lo como uma aeronave de missão especial.

A aeronave terá capacidade para múltiplas funções, desde inteligência por sinais (SIGINT) até vigilância transfronteiriça. O protótipo, devidamente modificado para as novas funções militares, passou pela fase final de testes na Alemanha. É provável que chegue à Índia nos próximos três meses para maior integração.

Fontes da empresa disseram que a aeronave em desenvolvimento foi projetada para voar a 41.000 pés de altitude de cruzeiro, com altitude máxima de 45.000 pés (12.400 e 13.000 metros, respectivamente) e pode ser usada para coleta de inteligência, fins de vigilância e reconhecimento (ISR). Ele foi projetado para pousar na grama e no cascalho. O avião deve ter um alcance de 3.240 km e uma autonomia de 6-7 horas, com capacidade de carga útil de mais de 1.000 kg.

"Com a TASL trazendo essa tecnologia de aeronaves, a Índia terá uma plataforma de vigilância aérea de última geração, com controle de software, customização e manutenção, com sede no país", disse ele.

Foto: Grob

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn