Virgin Orbit de Richard Branson alcança espaço com sistema de lançamento de foguete não convencional

  • Indústria
  • Notícias
  • Virgin Orbit de Richard Branson alcança espaço com sistema de lançamento de foguete não convencional

Uma aventura para lançar pequenos satélites usando um foguete disparado de um jato 747 convertido colocou 10 minúsculos satélites em órbita pela primeira vez ontem (17/01), proporcionando um grande impulso para a startup fundada pelo empresário Richard Branson.

O voo de demonstração bem-sucedido da Virgin Orbit, com sede no sul da Califórnia, coloca a empresa no seleto grupo de pequenos fornecedores de lançamento de satélites capazes de oferecer hardware comprovado para voos.

Com a proliferação de fabricantes de pequenos satélites nos EUA e em outras regiões, fornecedores especializados de lançamentos estão correndo para atender à demanda de enviar seus produtos ao espaço.

Elas incluem a Rocket Lab, uma empresa dos Estados Unidos e da Nova Zelândia que possui um foguete testado para voos; A Firefly Aerospace, com sede no Texas; e Relativity Space, que planeja lançar foguetes fabricados em 3-D.

Mas apenas algumas das startups podem reivindicar a distinção de lançar fora da atmosfera, um objetivo que Branson e sua equipe perseguiram por anos, mesmo quando os projetos de foguetes mais convencionais chamaram a maior parte da atenção do público.

A nova plataforma aerotransportada da Virgin Orbit, um jato Boeing Co. 747 especialmente equipado chamado “Cosmic Girl”, subiu a uma altitude de cerca de 10.000 m acima do Oceano Pacífico e lançou um foguete de 21,5 m pendurado sob sua asa esquerda (O 747 tem pontos de ancoragem para o transporte de objetos, veja noticia da Qantas).

O motor principal de combustível líquido do foguete foi lançado, transportando dez satélites em miniatura, construídos por universidades e patrocinados pela Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço, para a órbita baixa da Terra.

O Sr. Branson disse que o foguete LauncherOne da empresa encorajaria "toda uma nova geração de inovadores no caminho para a órbita". O CEO da Virgin Orbit, Dan Hart, disse que a empresa conseguiu demonstrar todos os elementos de seu sistema de lançamento.

A próxima missão está programada para iniciar as operações comerciais, com clientes incluindo a Força Aérea do Reino Unido e o provedor de comunicações de baixo custo Swarm Technologies Inc.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn