Aeromot poderá produzir o Ximango na China

A empresa gaúcha negocia com a companhia estatal China National Guizhou um acordo para fundar uma nova empresa com 30% de capital brasileiro, para fabricar o motoplanador Ximango na fábrica a ser instalada na província chinesa de Guizhou. Uma das exigências do governo chinês para a concretização das negociações é a transferência de tecnologia na construção do planador pela Aeromot, já que ele é composto por fibra de vidro e carbono e os chineses ainda não dominam esse modo de montagem. Fundada em 1967, a Aeromot tem sede em Porto Alegre e uma unidade no Campo de Marte, em São Paulo. Conta com 200 funcionários e fabrica o Ximango desde 1986, que já foi exportado para 15 países. O faturamento da empresa durante o ano passado, chegou a cerca de US$ 15 milhões.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn