Airbus e Boeing decidem suspender suporte técnico para companhias russas

A Airbus e a Boeing anunciaram a suspensão do suporte técnico para aeronaves operadas por companhias aéreas russas, o que compreende empresas que atuam tanto no mercado doméstico como internacional. A Boeing anunciou bloqueios que se estendem ao hub da fabricante norte-americana em Moscou e a um de seus escritórios em Kiev, na Ucrânia. Enquanto a Airbus está atualmente avaliando o encerramento de suas operações no centro de engenharia de Moscou. “Suspendemos as principais operações em Moscou e fechamos temporariamente nosso escritório em Kiev”, disse a Boeing em comunicado à CNN e outras organizações de notícias. “Também estamos suspendendo serviços de peças, manutenção e suporte técnico para companhias aéreas russas. À medida que o conflito continua, nossas equipes estão focadas em garantir a segurança de nossos colaboradores de equipe na região”. Tal decisão afeta fortemente a S7 Airlines e a Ural Airlines, companhias aéreas com frotas baseadas em aeronaves da Airbus. As duas companhias aéreas russas atualmente possuem uma frota Airbus de mais de 160 aeronaves. A Aeroflot, por exemplo, possui uma frota de 185 aeronaves sendo 116 Airbus e 59 Boeing, respectivamente. Além disso, as companhias aéreas russas sofreram pesadas perdas devido ao fechamento do espaço aéreo em mais de 30 países para voos e companhias aéreas russas

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn