ANAC não renova concessão e Pantanal deixa de voar

  • Notícias
  • ANAC não renova concessão e Pantanal deixa de voar

A companhia aérea regional Pantanal vai deixar de voar a partir do próximo dia 25 de março, para cumprir decisão da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que decidiu não renovar a concessão da empresa por falta de documentos. A Pantanal opera vôos entre o Aeroporto de Congonhas/SP e as cidades de Presidente Prudente, Araçatuba, Marília e Bauru localizadas no interior do Estado, além de voar para Juiz de Fora/MG e Mucuri/BA. Em dezembro passado, a Pantanal recebeu uma solicitação da ANAC para a apresentação de documentos para comprovar sua situação de regularidade “técnica, operacional, jurídica e fiscal”. O último prazo para apresentação dos documentos se encerrou no último dia 7. Com isso, a agência decidiu não renovar a concessão da empresa, que vence no próximo dia 24. Caso queira retornar a operar como empresa aérea, a Pantanal terá que encaminhar um novo pedido e seguir todos os trâmites necessários para a nova concessão do Cheta (Certificado de Homologação de Empresa do Transporte Aéreo). A empresa tem cerca de 0,2% do mercado nacional de aviação e possui 34 slots (horários para pousos e decolagens) por dia em Congonhas. Foto: Paulo Berger 10/03/08

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn