Embraer completa 40 anos de história

A Embraer está celebrando quatro décadas de existência. Ao longo desse período, a empresa projetou mais de 20 modelos diferentes de aeronaves para os mercados de aviação comercial, executiva e o segmento de Defesa. O início das atividades foi marcado pela produção do turboélice Bandeirante, da aeronave agrícola Ipanema e do planador de alto desempenho Urupema, além da fabricação do jato de treinamento avançado e ataque ao solo Xavante, sob licença da empresa italiana Aermacchi. Na década de 1970, vieram as primeiras entregas e o desenvolvimento de novos produtos, como a aeronave executiva Xingu, o avião de treinamento militar Tucano e o turboélice Brasilia, bem como o programa do jato AMX, em cooperação com as empresas italianas Aeritalia e Aermacchi, que permitiu à companhia galgar um novo patamar tecnológico e industrial. A partir de 1995, uma profunda transformação cultural e empresarial culminou com a recuperação e retomada do crescimento, impulsionada pelo projeto do ERJ 145. A entrada em operação da nova família Embraer 170/190 de jatos comerciais, consolidou a posição de líder nesse mercado e aliada à expansão das atividades relacionadas a serviços aeronáuticos, estabeleceu bases sólidas para o crescimento da empresa. Em 2005, o Ipanema atingiu a marca de mil aeronaves entregues e passou a ser produzido na versão a álcool. Na virada do século, o lançamento de novos produtos para o segmento de Defesa e a entrada no mercado de jatos executivos possibilitaram a expansão da atuação da Embraer, ampliando receitas e diversificando mercados. Hoje, a empresa é reconhecida mundialmente pela excelência dos produtos projetados, flexibilidade da cadeia produtiva e alta qualidade dos serviços prestados. 21/08/09

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn