Família ERJ-145 terá uma linha de montagem na China

A Embraer e a China Aviation Industry Corporation II (AVIC 2), finalizaram um acordo para a formação de uma parceria para produzir aviões regionais destinados ao mercado chinês. A assinatura do contrato deverá ocorrer nos próximos dias em Pequim, com a participação do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Sérgio Amaral. Com a aprovação do governo chinês, as duas empresas vinham mantendo negociações há mais de um ano. O fabricante brasileiro considera o jato ERJ-145 e seus derivados, ideais para o mercado chinês e a joint venture criada deverá alcançar uma produção anual de cerca de 24 aeronaves para atender a demanda do mercado interno e para promover exportações. A Administração de Aviação Civil da China avalia, que as empresas aéreas domésticas do país necessitem de até 140 aviões regionais nos próximos três anos, com capacidade em torno de 50 passageiros. A entrega da primeira aeronave está prevista para dezembro de 2003.