Líder Aviação fecha o 1º bimestre com crescimento de 41%

  • Notícias
  • Líder Aviação fecha o 1º bimestre com crescimento de 41%

No primeiro bimestre deste ano, a Líder Aviação gerou um faturamento 41% superior ao mesmo período do ano passado. O resultado positivo é explicado pelas vendas de aeronaves, novos contratos de operações off shore (em plataforma de petróleo fora da costa) em Macaé (RJ) e Vitória (ES) e maior movimentação de fretamentos e atendimento aeroportuário. Somente nos primeiros dois meses do ano, a empresa comercializou cinco aeronaves da empresa norte-americana Raytheon, quase a metade do total do ano passado, que chegou a 12 unidades. A expectativa da Líder é de alcançar um faturamento de US$ 183 milhões este ano, frente aos US$ 150 milhões de 2005. Entre as atividades que a empresa desenvolve, os fretamentos de helicópteros e aviões representam 40% nos negócios, seguidos das vendas de aeronaves (22%), manutenção (20%), fretamento (13%) e atendimento aeroportuário com 5%.
Para este ano, é também esperado um crescimento no setor de fretamento de aeronaves, em função das eleições. Por outro lado, serão investidos durante todo o ano cerca de US$ 50 milhões divididos entre a compra de seis helicópteros (que vão consumir US$46 milhões), a construção de um hangar em Vitória/ES (R$ 1 milhão) e compra de ferramentas, peças e reparos em aeronaves. Dessa forma, 50 novos postos de trabalho serão criados, totalizando 1,2 mil funcionários.
A Líder opera uma frota de 19 aviões (modelos jato e turboélice), 35 helicópteros para operações diferenciadas. 06/04/06

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn