TAM e INDG levam projeto para Congonhas e Guarulhos

Depois do trabalho realizado no Centro Tecnológico de São Carlos, a TAM e o Instituto de Desenvolvimento Gerencial (INDG) ampliam sua parceria para Congonhas e Guarulhos. O instituto levará aos dois aeroportos projeto na área de manutenção que envolverá cerca de 450 pessoas. O INDG já implementou método de gerenciamento de rotina no parque tecnológico da TAM, obtendo ganhos de produtividade nas áreas de reparos de componentes e de ?Heavy Maintenance? (as grandes manutenções ou checks C e D). Para os dois aeroportos paulistas, onde são feitas as manutenções de linha, englobando pernoites, checks A (realizados a cada 500 horas de vôos) e manutenções corretivas, foram definidos indicadores de qualidade, produtividade e custo. Nessas bases, os técnicos da TAM cumprem uma série de tarefas preventivas definidas no programa de manutenção das aeronaves e que asseguram a perfeita operação dos equipamentos. O principal objetivo do projeto é melhorar a eficiência dos processos administrativos e operacionais nos dois aeroportos para garantir alto nível de pontualidade e regularidade dos vôos, além da boa aparência das aeronaves. A companhia aérea está investindo R$ 900 mil no projeto com a meta de aumentar em 20% a produtividade da manutenção. Foto: Benito Latorre

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn