United manterá operações normais apesar da concordata

  • Notícias
  • United manterá operações normais apesar da concordata

Considerada a segunda maior empresa aérea do mundo, a United Airlines formalizou seu pedido de concordata devido aos prejuízos acumulados de cerca de US$ 4 bilhões nos últimos dois anos, em razão do desaquecimento da economia americana, custos elevados em suas operações e aos desdobramentos dos ataques terroristas de setembro passado, que ocasionaram uma queda acentuada no volume de passageiros transportados. A empresa acionou o capítulo 11 na Corte de Concordatas de Chicago. Apesar disso, anunciou que manterá seus serviços normalmente, realizando 1.700 vôos diários e respondendo por quase 20% das operações aéreas nos Estados Unidos. A empresa, que conta com quase 83 mil funcionários, também fechou um acordo no valor de cerca de US$ 1,5 bilhão com os seus principais credores, para continuar mantendo seus vôos enquanto reestrutura suas operações. A meta é sair da concordata em um prazo de 18 meses e o plano de reorganização que será apresentado à Corte de Concordatas nos próximos dias, deverá incluir mudanças nas regras trabalhistas e no perfil de sua frota e rotas de vôo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn