Varig entrega balanço do primeiro semestre à CVM

O balanço e o relatório do primeiro semestre de 2003 que a Varig entregou à Comissão de Valores Mobiliários mostra a continuidade de uma situação difícil, mas já revela uma tendência de recuperação. O relatório registra um prejuízo líquido final de R$ 291 milhões contra R$ 1.045 milhões no mesmo período do ano passado, dos quais R$ 81 milhões foram provocados pelos efeitos cambiais e passivos contingentes e R$ 171 milhões são referentes ao custo financeiro da dívida. O documento mostra também que a receita operacional líquida da empresa (em conjunto com a Rio Sul e Nordeste) foi bastante expressiva neste semestre alcançando R$ 3.475 milhões, representando um crescimento de 12% sobre o mesmo período de 2002. Segundo a Varig, os esforços para contenção e redução de despesas, incluindo adequação da frota e do quadro funcional, foram parcialmente afetados por outros fatores, entre eles o custo de combustível e arrendamento de aeronaves. Em relação ao combustível, o aumento correspondeu a R$ 358 milhões, o que representa cerca de 69% a mais sobre o mesmo período do ano passado. Já os custos com arrendamento cresceram 17,4% resultantes da variação do câmbio. Para o terceiro trimestre há sinalização de melhoria nos resultados da companhia. Isto decorre principalmente dos impactos da adequação da oferta e da operação em code-share com a TAM.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn